Os programas de financiamento estudantil têm se tornado cada vez mais populares, considerando as dificuldades do Exame Nacional do Ensino Médio.

No país, os estudantes encontram algumas opções diferente para o seu financiamento, proporcionadas por programas como o PRAVALER, uma inciativa privada que já ajudou muitos estudantes.

Mas será que essa opção vale a pena para você? Para descobrir se essa oportunidade condiz com seu perfil, leia o texto a seguir e conheça o programa:

O que é o PRAVALER?

O PRAVALER é um dos programas de financiamento estudantil mais famosos do país. A inscrições para o programa estarão disputando diretamente com as inscrições FIES 2020já que essas são as opções de financiamento mais utilizadas. Apesar de possuírem o objetivo de auxiliar os estudantes a cursarem a sua graduação, vale a pena lembrar que as iniciativas são diferentes!

Há alguns anos, o PRAVALER vem auxiliando diversas pessoas a realizarem o sonho da graduação, através do financiamento estudantil ofertado, podendo ser parcial ou integral.

É possível se inscrever para essas bolsas através do site oficial do programa. No site, o candidato precisa realizar a simulação do crédito estudantil e preencher os seus dados pessoais.

Ao finalizar esse processo, o mesmo deve seguir respondendo os espaços necessários e no final, o seu cadastro vai passar pelo sistema de avaliação de crédito.

Como funciona o financiamento?

Assim como o próprio FIES, o programa PRAVALER distribui algumas bolsas parciais e integrais para estudantes de baixa e média renda que não podem cumprir com as mensalidades. Quando o pedido de crédito é aprovado, o estudante passa a ter algumas obrigações com o programa. No caso do FIES, uma dessas obrigações é o aditamento FIES.

Essa função representa uma renovação de matrícula e o mesmo ocorre com o PRAVALER, no qual o estudante precisa recontratar a sua bolsa a cada período.

Vale a pena?

Mas afinal, será que o crédito estudantil do PRAVALER vale a pena? A resposta para essa pergunta pode ser um tanto pessoal, já que irá depender de alguns fatores, como por exemplo, o índice de empregabilidade do seu curso. Se esse ponto for positivo, pode ser interessante para você começar a sua graduação através do programa.

Um outro ponto que precisa ser avaliado é a remuneração média para a profissão desejada, afinal, você precisará retornar o financiamento para o programa posteriormente. Isso quer dizer que o valor a ser pago não pod prejudicar o seu orçamento futuro.